segunda-feira, 1 de junho de 2009

Aula Parte 4 - pesquisa, produção, influência do mundo

Vou falar aqui de dois pontos vistos na aula deste fim de semana.








Primeiro é sobre o planejamento da produção.

No mundo da moda, não há destaque para determinado seguimento. Quando se trabalha em equipe é fundamental que haja conexão, entrosamento para que as engrenagens funcionem bem.
Cada um faz parte do todo, logo cada um tem uma grande responsabilidade para que o produto final esteja perfeito ou com o mínimo de defeitos possíveis.
Tudo tem que ser revisto, então há desde o revisor de tecido até o revisor do produto acabado para que verifique se há algum problema na confecção final e também para evitar que se chegue ao consumidor o produto com algum tipo de problema. Isso se chama controle de qualidade.
Nós consumidores não sabemos o problema que pode acarretar uma coleção com defeitos ou que não foi entregue a tempo de ser colocado na loja. O atraso, o defeito, enfim qualquer probleminha pode se tornar um problemão e acabar com o trabalho de toda uma equipe.


O trabalho da costureira é tão importante quanto o trabalho da faxineira, quanto o trabalho da estilista, quanto o trabalho da vendedora, assim como o trabalho de quem corta o tecido.
E isso faz com que todos sejam muito importantes dentro da cadeia produtiva da moda.


Segundo é sobre o trabalho de pesquisa.

A pesquisa sobre o que vai ser moda na próxima estação leva muito em consideração os acontecimentos do mundo inteiro.
Não há dados concretos do que vai dar certo ou não, o estudo é muito mais antropológico do que real. Não há uma pesquisa de campo feita concretamente, mas sim sobre os acontecimentos do mundo.

O trabalho de pesquisa tem que ser feito com antecedência e, por conta disso, muitos trabalhos podem ser prejudicados diante de um acontecimento que mude toda a trajetória do estudo.

E, por conta deste “tiro no escuro” duas curiosidades importantes:


- Período pós guerra e período de crise

O mundo hoje vive uma crise mundial e isso é levado em conta na moda também.
Sabe-se que após as duas grandes guerras mundiais a moda viveu um período em que os tecidos, antes finos e caros, deram lugar a tecidos mais simples, mais baratos, os volumes e grandes saias rodadas foram substituídas por modelos mais discretos, sem grandes exageros e detalhes.
Isso tudo para demonstrar que, naquela época, as mulheres entendiam que roupas extravagantes não ficavam bem para tempos de crise.

OBS1: no pós I-GM a moda ficou um pouco de lado, pois houve escassez de matéria-prima e as mulheres se vestiam e se comportavam cada vez mais como os homens. Os cabelos encurtaram e as curvas femininas deram lugar a um estilo mais andrógino.

E a cada período de crise vem um estilo de limitações, não exageros, formas retas e limpas e sem grandes babados. É o minimalismo que entra em cena.

OBS2: o minimalismo surgiu na França na época da Revolução Francesa, século XVIII, quando a burguesia tomou o lugar da aristocracia francesa e, com isso, houve uma grande influência no jeito de se vestir de quem estava no poder. Tanto os homens como as mulheres começaram a se vestir de forma mais discreta.

E o mundo está em plena crise e isso com certeza reflete no modo de vestir das pessoas, pois aparecer demais é sinal de que você não está antenada ao que acontece a sua volta.

A exemplo do que foi visto nos grandes festivais de cinema apresentados este ano, nos chamados red carpet. Vestidos mais simples foram o grande destaque.
Os tons neutros que ganham importância também, como o nude.
As bolsas diminuíram de tamanho.
Os sapatos estão mais simples, sem grandes exageros, como brilhos e frufrus e penas.
O requinte dos bordados e volumes deu lugar a tecidos metalizados, dando um efeito futurista.
E, coincidência ou não, nota-se a influência masculina no guardarroupa das mulheres - característica marcante num momento de crise.

Less is more!



Da esquerda para a direita:


1- Lanvin; 2- Jil Sander; 3- YSL; 4- Calvin Klein





1- Hervé Léger by Max Azria; 2- Lacoste; 3- Diane von Furstenberg; 4- Jason Wu


- Posse de Obama.

A pesquisa antes da posse de Obama transitava entre África e México. Havia uma forte tendência nesses dois países.
Com a posse de Obama a África foi o grande destaque e a moda enveredou para este lado. Porém, para que não fosse desperdiçado o estudo feito em torno do México, além de estampas de bicho e tons terra e neutro também se vê um colorido mexicano no meio de estampas de bicho, ou seja, há estampa de bicho, mas numa coloração diferente das conhecidas, tradicionais.

E, relacionado à posse de Obama ainda há Michelle Obama, que trouxe uma moda diferente mas não menos elegante, ao contrário, a primeira dama norte-americana consegue o que muitas mulheres buscam mas poucas conseguem: a simplicidade, a elegância e o bom gosto - três habilidades que para Dior toda mulher deveria conhecer!








Então moda é reflexo de comportamento social.
Nada do que se vê no mundo da moda sai do nada ou da mera vontade de algum estilista. Tem alguma coisa muito mais consistente por trás para explicar cada momento, cada detalhe de uma produção.
Tem que haver sensibilidade do estilista para analisar e tirar uma idéia central do que está acontecendo, do que vê nas ruas, do que lê nos jornais e revistas.



Carolina

7 comentários:

Luíza Maria Hollanda de Mello disse...

caroooool
onde foi essa aula? ai como eu queria ter ido, amei, mt bom msm!!!!
depois se vc poder me passar seus resumos por email, eu tneho um enorme interesse
la vai me email...
alulybuli@hotmail.com

expresso moda disse...

Adorei o post e concordo em partes...(princípalmente na questão de que todo o profissional,de moda ou qualquer outro segmento, merece respeito,"visibilidade",prestígio...)Agora eu percebo a moda ,apesar da crise,ainda bem "exagerada"...começando pela tendência das calças largas,menina!,aquilo vai tecido...os lamés estão entrando,tem fru-frus,tem rendinhas...AS vezes a moda,como uma industria de sonhos e desejos,tenta vender o contrário da realidade,quando pode...


bjs,Ana CArolina

Gisa Dias* disse...

Carollll que mara essse seu post dorei!

Ah e quanto ao meu post dos bichinhos é terrivel né?
Mas é complicado...

Bjoaks*

Lauren - Moda Trash disse...

Ana, qual é o nome do curso que vc faz no senac? Preciso de um q mexa com modelagem e costura.
bjokasssssss

Kate disse...

Eu acho a Michelle o máximo. Pq a elegância dela não está só nas vestes, ela demonstra a feminilidade e a força ao mesmo tempo, sem perder a educação. Isso é primordial!!!

Ana Carolina disse...

Obrigada Gisa!

Kate tb adoro o jeito de Michelle Obama. Concordo com tudo qu evc escrveu!


Bjs

Luíza Maria Hollanda de Mello disse...

carooooooooooooool
adorei seu scrap
olha o meu email é alulybuli@hotmail.com
se quiser me add no msn, assi eu te mando tb algumas aulas, faço desing, formei em mkt no meu curso de desing os professores geralmente manda a aula por email, tneho mt coisa legal aki, tem uma sobre cores divinaaa, e uma sobre sapatos mara tb
bom... vamos nos falando
vc vai pro spfw? e quanto tempo dura esse seu curos no senac? mts pergunta! ehehehehe
bj bj bj bj bj bj bj